2.5.11

Várias personalidades moçambicanas estiveram presentes, na passada sexta-feira, 29, na inauguração da II edição da Feira do Livro de Maputo 2011, que teve lugar no jardim do Parque dos Continuadores, em Maputo. Entre os convidados e governantes, destacamos o Ministro da Cultura, Armando Artur, Edil de Maputo, David Simango, representantes das embaixadas e representantes da arte do país.

Apelo ao gosto pela leitura e o incentivo para que aos pais oferecerem livros aos seus filhos, foram algumas das recomendações deixadas durante a cerimónia de abertura da feira.  

“Precisamos do pão para viver, mas para isso precisamos do conhecimento para podermos produzir esse pão e com isso combatermos a pobreza no país e aliviar os países que nos têm ajudado e sermos capazes de produzir o que é nosso”, apelou o presidente dp Conselho Municipal de Maputo, David Simango. A mesma opinião foi partilhada pelo Ministro da Cultura e pelos parceiros.

A II edição da Feira do Livro de Maputo insere-se, este ano, no âmbito das comemorações do Dia Mundial do Livro, assinalado no passado dia 23 de Abril, que tem por objectivo a promoção do gosto pela leitura.

Ao todo foram 27 expositores, 14 livros lançamentos, sessões de autógrafos, workshops de diversos temas relacionados com a leitura e banda desenhada, oficinas para crianças, pintura, entre outros.

O encerramento da II edição da feira do livro aconteceu ontem, dia 01, com várias actividades  desde espectáculos, declamações de poesia, contos, entre outros.

 

 

Ver Fotos

 

SP

 

SAPO MZ

 

link do postPor Panguanita, às 14:09  ver comentários (1) comentar

29.4.11

 

 

 

link do postPor Panguanita, às 09:35  comentar

 

 

 

 

 

 

link do postPor Panguanita, às 09:23  comentar

25.4.11

Um total de 14 livros de autores moçambicanos e estrangeiros serão lançados ao longo da segunda edição da Feira do Livro de Maputo que vai decorrer durante três dias, 29, 30 de Abril e 1 de Maio, no Jardim do Parque dos Continuadores, na capital do país.

A iniciativa do grupo Culturando, constituído pelos directores dos Centros Culturais Franco-Moçambicano (CCFM),Brasil-Moçambique (CCBM), Alemanha-Moçambique (ICMA), - Instituto Camões (ICCM) e representações culturais das embaixadas existentes em Maputo, nomeadamente: Brasil, França, Espanha, Alemanha, Itália, Portugal e Bélgica, em conjunto com o Conselho Municipal de Maputo e o Instituto Nacional do Livro e do Disco.


A segunda edição da Feira do Livro de Maputo vai decorrer na recém-inaugurada Feira do Artesanato de Maputo e tem como curadora a Naturalmente e é organizada com o objectivo de comemorar o Dia Mundial do Livro, promover o gosto pela leitura e estimular o acesso a livros a um custo mais baixo.


“Durante os três dias da feira teremos diversas ma
nifestações culturais como lançamento de livros, sessões de autógrafos, palestras, oficinas infantis, livros do dia, contadores de estórias, declamação de poesia, monólogos, ilustração e leitura de textos humurísticos”, disse Calana da Silva, um dos responsáveis pela organização do evento.

Milhares de livros literários e académicos estarão à disposição daqueles que pretendem adquirir obras à preços promocionais. “Os feirantes estão a organizar-se para que durante o evento tenhamos o livro do dia que será vendido a um preço abixo do normal, isto como um incentivo para a compra de obras que normalmente não são acessíveis”, disse Calane da Silva.

Calane da Silva revelou que estão confirmadas as presenças de 27 feirantes, entre editoras, livrariam e produtores independentes, conversas e sessões de autógrafos com os autores: João Paulo Borges Coelho, Calane da Silva, Mia Couto, Lina Magaia, Ungulane Ba Ga kossa, Carlos Serra, Hipoloto Sengulane, Jafete Matsimbe, entre outros.

A Feira contará também com a presença do ilustrador da Guiné Equatorial Ramon Esono que irá desenvolver em paralelo um workshop, com a Escola Nacional de Arte Visual e o Escritor e investigador belga Guido Convents.

Os organizadores desta feira pretendem internacionaliza-la cada vez mais de modo a que tenha o mesmo impacto como as afamadas feiras que ocorrem em outras grandes cidades como Paris e Lisboa, segundo disse Calane da Silva.

Alfredo Lituri (Texto e Fotos)

SAPO MZ

link do postPor Panguanita, às 11:56  comentar


pesquisar
 
feedback
Boa tarde. Este blog esta em destaque na homepage ...
Sou brasileira, actualmente estou residindo em Moç...
+ comentados
subscrever feeds
arquivo
2011

2010

blogs SAPO